Guardas municipais se sentem enganados em Luziânia

Guardas Municipais de Luziânia não recebem benefícios que a própria prefeita interina de Luziânia, Edna Aparecida, mandou pra câmara de vereadores, que aprovou o projeto. Eles discutem ir buscar direitos na Justiça


Edna, a interina, para mostrar “serviço” e que era a “toda poderosa”, encaminhou para a Câmara de Vereadores de Luziânia projeto de Lei que concedeu benefícios para a Guarda Civil Municipal, entre esses benefícios consta que nenhum GCM pode receber menos que dois salários mínimos e meio. Muito bonito! Mas, como ela saiu dando aumento a torto e a direita, sem cálculos para saber se as finanças da prefeitura conseguiriam suportar, “deu com os burros n’água”.

Uma vergonha a mais para ela, dentre muitas que ela vem colecionado como, por exemplo, deixar de cumprir com obrigações federais e negativar o nome da prefeitura.

Os GCMs, que fizeram festa ao ver aprovado o Estatuto, agora amarguram por ter direito, mas ver a dona da própria Lei descumprir por falta de gestão, planejamento e recursos financeiros.

Mas essa é uma política conhecida: a politicagem teatral. Faz show, mas não resolve o problema.

Postar um comentário

0 Comentários