Goiás anuncia entrega das obras do Centro de Atenção aos Diabéticos para o final deste mês - Alô Goiás

Últimas

segunda-feira, 11 de junho de 2018

Goiás anuncia entrega das obras do Centro de Atenção aos Diabéticos para o final deste mês

Goiânia vai sediar o primeiro Centro de Estudos de Diabéticos do Brasil. A unidade vai propiciar não só o tratamento do diabetes, mas também o desenvolvimento de pesquisas científicas sobre o tratamento da doença

O governador José Eliton vistoriou, na manhã de desta segunda-feira, dia 11, o Centro Estadual de Atenção aos Diabéticos (Cead), acompanhado do secretário de Estado de Saúde, Leonardo Vilela, para conferir o andamento das obras e anunciou que o Centro deve ser entregue no final do mês deste mês. Ele fica anexo ao Hospital Geral de Goiânia Dr. Alberto Rassi (HGG-AR), na Avenida Anhanguera, Setor Oeste.

Ele disse que o Cead contará com padrão de excelência no que diz respeito à saúde pública estadual, para que os goianos possam ter aonde buscar socorro nos momentos das necessidades e das suas enfermidades.

“Será o primeiro Centro de Estudos de Diabéticos do Brasil sendo instalado aqui em Goiânia, que vai propiciar não só o tratamento daqueles que apresentam sintomas da diabetes, mas todo um centro de pesquisas, onde nós teremos sala de aula, cozinha experimental, que vai buscar reeducar a alimentação dos pacientes que sofrem com essa enfermidade, além de todo um campo de pesquisa com residência química nesta unidade, afirmou José Eliton.

O Cead será o primeiro especializado neste tipo de atendimento. Dentre outros, oferecerá serviços como a capacitação de equipes e profissionais especializados e ambulatorial aos diabéticos e educação continuada, com foco na reeducação alimentar para pacientes e familiares.

A capacitação de equipes e profissionais para o acompanhamento do diabetes nas unidades básicas de saúde da capital e interior será o principal objetivo do Cead. O espaço conta com auditório, estrutura para treinamento e conferências presenciais e a distância, além de uma central de atendimento telefônico para que as equipes do interior possam fazer contato com a unidade.

Outra atividade do Centro é promover a educação alimentar, por meio de uma cozinha experimental que orientará pacientes e familiares, de forma fácil e prática, a como se alimentar melhor e a colaborar com o tratamento do diabetes.

Segundo o secretário de Saúde, Leonardo Vilela, foram investidos mais de R$ 1,5 milhão na adaptação e mais R$ 400 mil em custeio da unidade, sendo um investimento importante para os goianos. “O centro oferecerá uma gama considerável de serviços, entre eles, a capacitação de equipes e profissionais, serviço ambulatorial aos diabéticos, com foco na reeducação alimentar para pacientes e familiares”, destacou Leonardo Vilela.

Nenhum comentário:

Postar um comentário